Realidade virtual: o que é e como funciona

Por IOXtream 09/02/2024

A Realidade Virtual é uma tecnologia que leva um ambiente virtual para mais perto dos espectadores e, à medida que a RV avança, mais oportunidades vão surgindo para streamers que querem se diferenciar e ganhar mais espaço em seus segmentos.

Independentemente de qual seja o seu tamanho como streamer ou mesmo os seus objetivos com transmissões online, você não pode ignorar o comportamento dos usuários. No Brasil, estudos mostram que 7 em cada 10 brasileiros esperam mudanças criadas pela Realidade Virtual no entretenimento, por exemplo. 

Quando se fala especificamente em ensino à distância ou jogos online, a proporção de brasileiros que acreditam em grandes mudanças é a mesma. Tudo isso reforça a importância de entender o que é Realidade Virtual e quais são as oportunidades para os streamers. 

Continue a leitura para descobrir mais sobre a RV, os benefícios e os desafios que essa tecnologia pode proporcionar!

O que é Realidade Virtual?

A Realidade Virtual (RV) é uma tecnologia que cria ambientes virtuais imersivos, permitindo aos usuários mergulharem em mundos digitais tridimensionais por meio de dispositivos específicos, como óculos de RV, proporcionando uma experiência altamente imersiva para o usuário. 

Na prática, essa tecnologia consegue desenvolver ambientes simulados que podem ser semelhantes ao mundo real ou completamente imaginários, proporcionando aos usuários a sensação de estar no ambiente a partir dos gráficos 3D, áudio espacial e interações em tempo real.

Leia também: Realidade virtual e realidade aumentada: quais as diferenças e como funcionam?

Como a Realidade Virtual funciona e quais são seus componentes principais?

A Realidade Virtual só é possível por conta da combinação de hardware e software avançados que rastreiam os movimentos e posicionamento do usuário, proporcionando uma sensação de presença em um ambiente virtual. A partir de três componentes principais, essa tecnologia se torna tão incrível.

  • Sensores de rastreamento: os sensores de rastreamento são componentes cruciais da RV, responsáveis por capturar os movimentos e posições do usuário no espaço. Esses sensores utilizam várias tecnologias, como sensores de movimento, câmeras, acelerômetros e giroscópios, para detectar os movimentos do usuário e transmiti-los para o software de simulação;
  • Dispositivos de exibição: os dispositivos de exibição são responsáveis por apresentar os ambientes virtuais aos usuários. Isso é geralmente feito por meio de óculos de RV, que contém telas de alta resolução posicionadas na frente dos olhos do usuário. Essas telas exibem imagens em 3D que se ajustam em tempo real conforme os movimentos da cabeça do usuário, proporcionando uma sensação de presença no ambiente virtual;
  • Software de simulação: o software de simulação é o cérebro por trás da RV. Ele cria e controla os ambientes virtuais, incluindo gráficos 3D, áudio espacial e interações em tempo real. O software também processa as informações dos sensores de rastreamento para garantir que a experiência seja fluida e imersiva. Além disso, ele pode incluir aplicativos e jogos projetados especificamente para a RV.

Assim, quando o usuário coloca os óculos de RV e entra no ambiente virtual, os sensores de rastreamento capturam seus movimentos e transmitem essas informações para o software de simulação. Já o software, ajusta a exibição no dispositivo com base nos movimentos do usuário, criando a experiência.

Quais são os dispositivos mais populares de Realidade Virtual disponíveis no mercado?

Apesar de não ser ainda uma tecnologia tão popular, alguns dispositivos já podem ser utilizados por quem busca uma experiência de Realidade Virtual.

  • Oculus Rift: o dispositivo oferece uma experiência de RV de alta qualidade, com ótimos controles e uma biblioteca de jogos e aplicativos muito variada;
  • PlayStation VR: desenvolvido pela Sony, é compatível com o PlayStation 4 e 5 e oferece uma variedade de jogos exclusivos e imersivos para quem tem o videogame e busca por uma experiência diferente nos seus jogos;
  • Apple Vision Pro: lançado em fevereiro de 2024, o dispositivo da Apple de VR já está chamando a atenção de muita gente justamente por conseguir integrar tarefas do dia a dia, como assistir a eventos esportivos, responder e-mails, mensagens e acessar aplicativos, com essa tecnologia.


Quais são as possíveis aplicações da Realidade Virtual em diferentes áreas?

A RV tem aplicações em diversas áreas, incluindo jogos, simulações de treinamento, medicina, educação e entretenimento. Mas nada melhor do que alguns exemplos práticos para entender o impacto dessa tecnologia, não acha?

Educação

Nesse setor, a tecnologia pode facilitar a criação de um ambiente de aprendizado mais efetivo. Os alunos podem, por exemplo, visitar ambientes históricos, estudar biologia em ambientes simulados e até mesmo realizar experimentos científicos virtualmente, tornando o ensino muito mais interativo.

Entretenimento

A Realidade Virtual também é muito efetiva para criar experiências imersivas incomparáveis, permitindo aos usuários explorar mundos virtuais, participar de jogos online com mais detalhes e até mesmo assistir a filmes interativos.

Saúde

Uma das áreas mais afetadas pela tecnologia da Realidade Virtual é a saúde, em que algumas ferramentas podem, literalmente, salvar vidas. Desde a dinâmica de treinamento de cirurgias mais delicadas até mesmo o trabalho psicológico para superar traumas e fobias, as possibilidades aqui são inúmeras.

Treinamento corporativo

O ambiente corporativo também é beneficiado pela RV, que pode simular cenários de treinamento complexos, como situações de combate a incêndios, atendimento ao cliente e treinamento em segurança, capacitando os profissionais de forma prática e segura.

Negócios

Já na área de negócios, a RV é usada em design de produtos, permitindo que engenheiros e designers visualizem protótipos em 3D. Além disso, ela é utilizada em reuniões e colaboração remota, criando espaços virtuais onde equipes podem interagir em tempo real, independentemente de sua localização física.

Quais são os benefícios e desafios da adoção da Realidade Virtual?

Ao mesmo tempo que oferece uma série de benefícios, a RV também tem alguns desafios que ainda precisam ser superados para se tornar mais popular.

Benefícios

Começando pelos pontos positivos, vale destacar alguns ganhos específicos:

  • Experiências imersivas: a RV oferece experiências altamente imersivas, permitindo que os usuários mergulhem em ambientes virtuais, criando novas formas de entretenimento, aprendizado e colaboração;
  • Treinamento seguro: na educação e treinamento, a RV permite simulações realistas de situações perigosas ou difíceis, proporcionando um ambiente seguro para prática e aprendizado;
  • Interação melhorada: A RV possibilita interações mais naturais em ambientes virtuais, melhorando a comunicação e colaboração em campos como negócios e saúde.

Desafios

Porém, ainda é preciso superar alguns obstáculos para que essa tecnologia se popularize:

  • Custo elevado: os dispositivos de RV e o hardware necessário podem ser caros, limitando o acesso a essa tecnologia para muitos usuários;
  • Complexidade: a RV requer conhecimento técnico para configurar e operar, o que pode ser desafiador para alguns usuários;
  • Desconforto físico: alguns usuários relatam desconforto físico, como náusea, ao usar dispositivos de RV, o que pode limitar a adesão à tecnologia.

Qual é o impacto da Realidade Virtual na indústria do streaming e no mundo dos streamers?

Mas como tudo isso pode impactar a realidade de quem quer ganhar dinheiro com streaming? A boa notícia é que essa tecnologia tem tudo para ajudar na criação de experiências ainda mais imersivas para quem cria e quem consome os conteúdos ao vivo.

Experiências de visualização imersivas

A RV oferece aos espectadores uma experiência de visualização altamente imersiva. Ao usar óculos de RV, os espectadores podem sentir como se estivessem realmente no ambiente de transmissão, aumentando o nível de engajamento e entretenimento. 

Já imaginou fazer a sua live e permitir que os seus seguidores acompanhem o seu personagem no jogo em primeira pessoa com o mesmo ângulo que você está vendo? Isso, sem dúvidas, criaria uma experiência diferente do que eles estão acostumados.

Interação aprimorada

Quando se fala em interação e engajamento durante uma live, a Realidade Virtual pode levar esses dois conceitos para outro nível. Isso porque streamers e espectadores podem entrar no mesmo ambiente virtual e interagir, literalmente, em tempo real. 

Um streamer pode, por exemplo, criar uma dinâmica específica, selecionar os espectadores mais fiéis e levá-los para esse ambiente. As oportunidades são muitas e a tendência é que isso aumente com a popularidade dessa tecnologia.

Monetização

Outro ganho significativo que a Realidade Virtual pode proporcionar é na hora de monetizar os seus conteúdos. Desde a venda de ingressos para eventos exclusivos no ambiente virtual até mesmo parceria com marcas que trabalham diretamente com essa tecnologia. 

Aqui também existem várias oportunidades, especialmente com outras empresas ou streamers, permitindo que as suas transmissões se tornem não só mais atrativas para os usuários, mas que também acabe se tornando um espaço para ser vendido, aumentando os seus ganhos com cada live. 

Em resumo, a Realidade Virtual está transformando várias áreas da sociedade e não é diferente na indústria do streaming, oferecendo experiências imersivas e oportunidades. Apesar de alguns obstáculos, é uma tecnologia que já pode começar a fazer parte da rotina das suas transmissões. 

Como mostramos nos desafios dessa tecnologia, ainda existem alguns caminhos a serem superados, mas você não precisa ficar esperando, certo? Conheça mais sobre os dispositivos da IOXtream, conecte dispositivos inteligentes ao seu cenário e crie experiências imersivas nas suas lives!

218 visualizações