O que é som espacial e como funciona?

Por IOXtream 14/12/2023

O som espacial é uma inovação tecnológica que pode levar a sua transmissão ao vivo para um outro nível. Assim como o 3D revolucionou a imagem, essa tecnologia vai garantir a experiência de áudio ainda mais completa para quem está ouvindo.

Por muito tempo, o conceito de 3D era algo que chamava a atenção de qualquer pessoa quando assistia um vídeo ou no cinema, não é mesmo? Mas esse efeito era especialmente interessante para as imagens, nem tanto para a parte do áudio. Nos últimos anos, porém, as tecnologias avançaram e o som espacial ganhou destaque.

Sabe o mesmo sentimento que você tem quando está vendo algum vídeo 3D ou mesmo com Realidade Virtual? É o mesmo conceito, só que levado para o campo do áudio, tornando a sua percepção dos sons ainda mais única, o que proporciona uma experiência imersiva para quem está ouvindo.

Mas qual é a relação dessa tecnologia com o streaming, por exemplo? Continue a leitura deste artigo para entender como o som espacial pode tornar as suas transmissões ainda mais únicas. Confira!

O que é som espacial?

O som espacial é uma tecnologia que permite aos sistemas de áudio criarem uma sensação de tridimensionalidade e localização sonora no ambiente auditivo do ouvinte. Essa técnica consegue transmitir a percepção de que cada elemento da onda sonora está vindo de diferentes direções e distâncias.

Essa experiência imersiva e envolvente só é possível a partir do uso de algoritmos avançados de processamentos de áudio, além dos equipamentos necessários para isso. Assim, os sons podem se mover de forma dinâmica no espaço, criando uma sensação de movimento e profundidade.

Revolucionária, essa tecnologia tem aplicações em áreas como música, cinema, streaming, Realidade Virtual e games, onde a imersão auditiva desempenha um papel crucial na experiência do usuário. Atualmente, os formatos de áudio espacial mais conhecidos são o Dolby Atmos e o DTS:X.

Veja também: O que é metaverso: saiba tudo sobre essa tendência do mundo virtual


Por que o som espacial é um avanço importante para o streaming?

Alguns setores em especial foram diretamente impactados por essa tecnologia e, sem dúvidas, o streaming foi uma delas. Para você não ter dúvidas, listamos como quem é streamer precisa considerar o som espacial.

Imersão aprimorada

Uma das principais razões pelas quais o som espacial é crucial para o streaming é sua capacidade de proporcionar uma experiência auditiva imersiva e tridimensional. Em transmissões ao vivo, a imersão é fundamental para cativar a audiência e garantir que os espectadores se sintam parte da ação.

Além disso, o som espacial permite que os espectadores ouçam os sons de forma mais natural, como se estivessem presentes no local da transmissão, o que melhora a qualidade da experiência e mantém os espectadores envolvidos por mais tempo.

Realismo e autenticidade

Pensando em criar diferenciais para as suas transmissões? O som espacial traz realismo e autenticidade para as transmissões ao vivo. Imagine assistir a um show online e ouvir claramente os instrumentos vindo de diferentes direções, como se estivesse realmente naquele lugar?

Tudo isso cria uma conexão mais profunda entre o público e o streamer, tornando a experiência mais rica e satisfatória para quem está acompanhando online. A lógica é simples: pense em um jogo de futebol sendo transmitido ao vivo, o som espacial pode replicar a sensação de estar no estádio.

Diferenciação competitiva

No mundo altamente competitivo do streaming, a diferenciação é fundamental. O uso do som espacial pode destacar uma transmissão ao vivo da concorrência.

Criadores de conteúdo e empresas de entretenimento podem oferecer uma experiência única e inovadora aos espectadores, se tornando mais atraentes e conquistando uma base de fãs leais. Isso pode ser especialmente benéfico para empresas de streaming que desejam se destacar em um mercado saturado.

Melhoria na narrativa e storytelling

Outro benefício que o som espacial proporciona é o potencial de aprimorar a narrativa e o storytelling nas transmissões ao vivo.

Os criadores de conteúdo podem usar o posicionamento preciso dos sons para guiar a atenção do espectador e criar uma atmosfera envolvente. Por exemplo, em um jogo de RPG transmitido ao vivo, os sons ambientais e os diálogos dos personagens podem ser distribuídos espacialmente, aumentando a sensação de imersão na história.

Experiências personalizadas

Outra vantagem do som espacial é a capacidade de oferecer experiências personalizadas aos espectadores. Com o uso de fones de ouvido ou alto-falantes compatíveis, os espectadores podem ajustar as configurações de áudio para atender às suas preferências individuais.

Todo esse ambiente ajuda a criar uma experiência mais interativa e permite que os espectadores escolham como desejam experimentar o conteúdo, ou seja, de acordo com as suas preferências.

Integração com Realidade Virtual

O som espacial também desempenha um papel fundamental na integração com a realidade virtual. À medida que a RV se torna mais popular, a capacidade de oferecer áudio espacial se torna um complemento essencial para criar ambientes virtuais muito realistas.

Em ambientes de RV, o som espacial vai, por exemplo, proporcionar uma sensação de presença e localização, tornando a experiência ainda mais imersiva.

Veja também: Realidade virtual e realidade aumentada: quais as diferenças e como funcionam?


Como funciona o som espacial funciona?

Mas para que essa tecnologia funcione, é preciso que uma série de elementos sejam colocados em ação. Afinal, esse efeito só é possível a partir de uma combinação de hardware e software avançados que trabalham juntos para manipular o áudio de maneira que crie essa experiência imersiva e tridimensional.

Alto-falantes posicionados estrategicamente

O primeiro elemento-chave do som espacial são os alto-falantes. Eles são posicionados em torno do ouvinte de maneira estratégica para criar uma distribuição precisa do som. Isso pode incluir alto-falantes frontais, laterais, traseiros e até mesmo no teto. A disposição exata varia dependendo do sistema de áudio utilizado.

Além disso, os avanços tecnológicos são tantos que o local em que o som é emitido é cada vez menor, como os fones de ouvido também sendo capazes de reproduzir o som espacial em alguns casos, como vamos falar mais a frente.

Áudio multicanal

O som espacial utiliza áudio multicanal para criar a ilusão de tridimensionalidade. Cada alto-falante reproduz um canal de áudio específico, permitindo que diferentes partes da trilha sonora ou efeitos sonoros sejam direcionados para diferentes direções no espaço.

Algoritmos de processamento de áudio

Além disso, o processamento de áudio desempenha um papel crucial no som espacial. Algoritmos avançados são usados para manipular o som em tempo real, ajustando o volume, a fase e a equalização para cada alto-falante.

Na prática, é isso que possibilita que o som seja direcionado de forma precisa para criar a sensação de movimento e localização. Sempre que uma música ou trilha é reproduzida, o efeito do som espacial só vai acontecer se o equipamento utilizado conseguir reconhecer esses algoritmos.

Metadados de áudio

Ainda mais importante para o funcionamento do som espacial são os metadados de áudio, que contêm informações sobre a posição e a intensidade de cada som em uma trilha sonora. Ou seja, ele é complementar ao tópico acima, identificando quais são as posições para fazer a reprodução em seguida.

Vai ser esse fator que vai ajudar os sistemas de áudio a saberem como reproduzir os sons de forma adequada, fazendo com que eles se movimentem nos alto-falantes ou fones de ouvido de acordo com as instruções codificadas nos metadados.

Formatos de áudio espacial

Também é importante considerar que existem diferentes formatos de áudio espacial, como o Dolby Atmos e o DTS:X, que são amplamente utilizados em cinemas e sistemas de home theater de alta qualidade.

Esses formatos incluem metadados sofisticados que permitem uma reprodução precisa do som espacial. Então cada aparelho também precisa ser desenvolvido para reproduzir esses diferentes formatos, que exigem um diferente tipo de tecnologia.

Veja também: O que é blockchain, como funciona essa tecnologia e para que serve na prática


Como ouvir música com áudio espacial?

Mas, pensando além do streaming, como você pode ouvir música com áudio espacial? Aqui vão algumas dicas:

Equipamento e compatibilidade

O primeiro passo é garantir que você tenha o equipamento certo. Você precisa de um dispositivo de reprodução de áudio que suporte áudio espacial, como um smartphone, tablet, fones de ouvido ou alto-falantes compatíveis.

Aplicativos e plataformas compatíveis

Verifique se você está usando um aplicativo ou plataforma de streaming que oferece suporte a áudio espacial. Algumas das principais opções incluem o Apple Music com o recurso "Spatial Audio", o Tidal com o "Tidal Masters" e o Deezer com o "360 Reality Audio".

Escolha de faixas e listas de reprodução compatíveis

Nem todas as músicas são compatíveis com áudio espacial, então procure por faixas que tenham sido mixadas ou remasterizadas com essa tecnologia em mente.

Configurações de áudio

Dentro do aplicativo de streaming de música, acesse as configurações de áudio e verifique se a opção de áudio espacial está ativada. Dependendo do dispositivo e do aplicativo, as opções de áudio espacial podem variar.

Em resumo, o som espacial é uma técnica avançada que permite criar uma experiência auditiva tridimensional e imersiva. E se você quer ganhar dinheiro com as suas transmissões, o primeiro passo é investir na infraestrutura necessária para proporcionar experiências únicas aos seus seguidores!

Se você quer levar a sua live stream para além da tela, utilizar tecnologias como o som espacial são o caminho para que isso aconteça. Com os dispositivos da IOXtream, por exemplo, você consegue criar experiências imersivas em todas as suas transmissões ao vivo!


523 visualizações