O que é a Web3 e como ela está impactando a publicidade

Por IOXtream 09/02/2023

A Web3 é considerada como o novo capítulo da World Wide Web, focada na tecnologia de blockchain e nos conceitos de descentralização da economia

Hoje você vai entender de uma vez por todas o que é Web3, e por que ela vai revolucionar a forma como você usa a internet: seja na experiência, que será muito mais imersiva, até mesmo na monetização de maneira muito mais justa

A Web3 não é o futuro, mas sim o presente. Como você deve saber, quem entra no jogo cedo tem mais vantagens. Assim, mergulhe agora na Web3 para entender como você pode tirar o melhor proveito agora dessa transformação. Não vai querer ficar de fora dessa, não é?

O que é a Web3?

A Web3 vem no desenvolvimento da internet, com a proposta de retornar à visão original de Tim Berners-Lee, tendo uma rede descentralizada, segura e com código aberto. No ecossistema da Web3, os participantes recebem recompensas por manter o ambiente sem fraudes.

Nesse ambiente disruptivo, as instituições caem por terra. Enquanto os monopólios tentam se concentrar, a Web3 descentraliza. 

Se a velha geração tem medo, a nova geração não tem nada a perder e quer uma revolução no sistema de crédito, no sistema social e no modo como nos comunicamos. A web3 é tudo isso é muito mais. 

Então, o que significa Web3?

É uma revolução completa da forma como usamos a internet: em lugar de deixarmos dados para grandes empresas e corporações, nós eliminamos esses intermediários. 

Isso significa ter um relacionamento direto, por exemplo, entre artistas e fãs, que poderão interagir por meio de NFTs (Tokens Não Fungíveis). 

Enfim, a partir da blockchain - o livro público de dados - é possível utilizar cripto ativos como moeda de troca, realizando negociações. 

Como a Web3 surgiu?

Em primeiro lugar, você precisa entender a evolução da Web. Assim, confira abaixo uma forma resumida:

  • Web1: apenas leitura;
  • Web2: leitura e escrita;
  • Web3: seja dono dos seus dados.

Ou seja, se na Web1 você apenas via a informação nos sites, na Web2 você se torna um produtor de conteúdo, mas enfim na Web3 a interação é muito maior. 

Isso significa que você pode tanto ler quanto escrever e interagir com o material nos sites e nos aplicativos — o que inclui, também, a visão em 3 dimensões (3D) e realidade aumentada.

Qual a relação entre Web3 e o metaverso?

Para quem ainda não sabe, o metaverso é uma espécie de internet em 3D. Para navegar lá dentro, será necessário o uso de óculos de realidade virtual ou realidade aumentada. 

Assim, inovação é a palavra-chave. Como está tudo no começo, ainda não sabemos bem de que forma o metaverso pode mudar a nossa vida.

Afinal, há duas décadas, a nossa realidade atual pareceria apenas um filme de ficção científica. Mas o que a Web3 pode trazer ao metaverso é maior privacidade, diminuindo o poder das Big Techs, como Facebook, e proporcionando o controle dos dados de forma segura, anônima e independente. 

Isso significa maior autonomia e liberdade. Por outro lado, a imersão no metaverso irá remodelar a forma como negociamos, nos comunicamos e até mesmo nos entretemos. 

Quais as características da Web3?

Agora que você sabe o que é Web3, está na hora de entender quais são as suas características principais. 

Entre elas, podemos citar o papel cada vez maior da inteligência artificial (ou AI). A AI permite maior automatização, além de facilitar muito a experiência do usuário.

Da mesma forma, a Machine Learning (ML) também permite entender o comportamento do usuário, de modo a permitir um desenvolvimento inteligente dos dados, melhorando a experiência de navegação e imersão. Isso vai tornar a navegação ainda mais rápida.

Quais os impactos da Web3?

Quando falamos em Web3, exemplos sempre tocam na publicidade, mas antes disso, você precisa entender o que é tokenização. 

Na criptografia, o registro de dados é feito de modo seguro e privado dentro de uma rede pública (a blockchain). Como todos têm acesso, a possibilidade de fraudes é diminuta. Pois para alterar um registro, é preciso registrar essa alteração. 

Assim, todo o caminho das mudanças fica marcado na rede, disponível para consulta pública. 

Os tokens não fungíveis (NFT, em inglês) oferecem a chance de um arquivo ser registrado de modo único. A partir daí, o NFT pode ser negociado por meio de criptomoedas.

Você pode, por exemplo, comprar o ingresso para um show em forma de NFT. Dentro do recinto do show, o token garante a autenticidade do seu bilhete, além de os patrocinadores oferecerem serviços exclusivos para quem tem sua posse. 

E, por fim, o NFT fica registrado no seu nome. Por mais que você o venda no futuro, dentro da blockchain estará armazenado o caminho que o bilhete do evento fez entre os seus proprietários ao longo do tempo.

Os impactos da Web3 na publicidade?

Talvez o maior impacto da Web3 na publicidade tem a ver com o uso dos dados do usuário. 

Hoje em dia, ao nos cadastrarmos numa rede social, damos às Big Techs todas as informações sobre nós. Dos nossos interesses a hábitos de compras, passando pelo tempo que lemos uma notícia ou vemos um vídeo.

Com a Web3, isso mudará. Assim, para obter os dados dos usuários, as empresas serão obrigadas a oferecer algo em troca por isso. E os NFTs podem entrar nesse negócio: ao se cadastrar, você pode receber um token exclusivo, o que lhe dará direito a vantagens e benefícios. 

Além disso, a personalização será maior, o que fará as empresas tentarem agradar o usuário ainda mais. 

Ainda é cedo para saber como essa mudança acontecerá exatamente, mas já deu para perceber que o jogo vai mudar, não é verdade?

Web3: exemplos de DAOs

As Organizações Descentralizadas Autônomas (DAOs, em inglês) também compõem outro conceito fundamental da Web3. 

Em suma, uma DAO tem em sua estrutura tokens de governança - as criptomoedas - que funcionam como ativos digitais. A sua distribuição é feita de forma gratuita e paga para quem tem interesse em participar dessa comunidade. 

De modo que cada proprietário do token tem direito a voto dentro da DAO, segundo as regras de cada comunidade. Assim, você pode ter o token de uma DAO e decidir os rumos dessa organização. 

Seja um estado, seja um clube de futebol, seja um coletivo de artistas. Pronto, você sabe o que é web3, mas ainda falta falarmos da forma como o dinheiro rola nesse espaço digital.

Quais as relações entre Web3 e criptomoedas?

Por fim, um conceito que talvez você ainda não domine seja o de criptomoedas. Elas são o verdadeiro sangue da Web3, movimentando todo esse espaço. 

Uma definição simples de criptomoeda é a seguinte: uma moeda digital descentralizada, criptografada e registrada na blockchain. 

Com essa descentralização, será possível eliminar os intermediários da jogada. Ou seja, os bancos e instituições financeiras, que lucram com taxas e juros em cima do consumidor. Assim, as transações diretas tendem a aumentar.

Para você que deseja entrar nesse mundo agora, a IOXtream já é o futuro. Basta fazer o seu cadastro na nossa plataforma para receber criptomoedas dos seus viewers direto no seu endereço público. Se você quer receber um WP, a IOXtream é o lugar da Web3 para você!

157 visualizações