Como usar criptomoedas: dicas para o dia a dia e para sua segurança

Por IOXtream 19/05/2023

Quer investir em criptomoedas, mas ainda têm dúvidas da forma mais segura de fazer isso? Confira nosso conteúdo com as melhores dicas sobre o assunto!

Jogador, chegou a hora! Hoje você vai aprender de uma vez por todas como usar criptomoedas de forma segura e simples, mesmo que você nem saiba para que elas servem ou se tem medo de fraudes e erros na hora de cuidar dos seus ativos.

Vale lembrar que, aqui na IOXtream, você pode monetizar a sua live streaming a partir do seu endereço público, recebendo criptomoedas sem taxas intermediárias dos seus viewers. Não tem acordo melhor do que esse.

Então, siga lendo abaixo para entender o que é bitcoin e criptomoedas, como investir e como funciona o rendimento de criptomoedas!

O que é uma criptomoeda? 

Sem dúvidas, você já deve ter ao menos lido o nome da criptomoeda mais famosa: o Bitcoin. Ela foi criada por Satoshi Nakamoto, o pseudônimo de uma pessoa — ou de um grupo — que publicou em 2008 um documento de 8 páginas no qual mostrava como funcionaria esse sistema revolucionário. 

De modo simples, uma criptomoeda é uma moeda digital, baseada em criptografia e blockchain. Ou seja, estamos falando aqui de um sistema descentralizado, imune a fraudes, rápido e quase sem taxas. 

Isso porque o Bitcoin e outras criptomoedas acabam com os intermediários. Isto é, bancos e instituições financeiras não precisam mais cobrar taxas para armazenar o seu dinheiro ou quando você movimenta os seus fundos. Assim, você negocia diretamente com outra pessoa, seja numa corretora (exchange), seja numa transação ponto-a-ponto dentro da rede blockchain.

Outra vantagem das criptomoedas é a velocidade das transações. Não é preciso ficar esperando o banco validar a transferência. Nem é preciso esperar o fim de semana acabar, pois o mercado de criptomoedas funciona 24h todos os dias, até mesmo em feriados. Ou seja, o mercado está sempre aberto!

Por fim, vale apontar que existe uma infinidade de criptomoedas — mesmo! Por isso, faça a sua pesquisa e não se baseie em hype. Esta é uma das melhores medidas de segurança: entender qual problema uma criptomoeda resolve, de que forma e quem são as pessoas por trás do projeto. 

Assim, algumas criptomoedas, como Dogecoin ou Shiba Inu, são apenas memes que têm valor porque a comunidade transaciona esses ativos e especula financeiramente. Por outro lado, moedas como Bitcoin, Ethereum e Cardano são mais sólidas, projetos que não são apenas uma “brincadeira”.

Como funciona o Bitcoin no Brasil?

Esta é uma dúvida bastante comum, mas a resposta é simples: o Bitcoin no Brasil funciona igual em qualquer outro lugar do mundo, pois essa criptomoeda não tem fronteiras nacionais. A essa altura, você já sacou que o Bitcoin é descentralizado, independente e autônomo de qualquer país.

No entanto, isso não significa que governos e estados não possam manter Bitcoin, como antigamente mantinham reservas de ouro. O exemplo mais recente é o de El Salvador: o presidente Nayib Bukele faz da compra de Bitcoin a sua política, aproveitando os períodos de baixa no mercado para aumentar o seu patrimônio.

Quanto vale uma criptomoeda em real?

Agora que você sabe como usar criptomoedas, tem de entender que o valor de uma criptomoeda flutua demais durante o dia, pois o mercado de criptomoedas é muito volátil, com altas e quedas repentinas por vários fatores. 

Assim, vale ficar ligado nas narrativas que estão em alta ou em acontecimentos dramáticos, como quebras de corretoras, hacks e outros eventos. 

Logo, para conferir o preço de uma criptomoeda em real, basta consultar a tabela dos valores nas corretoras e ficar atualizado.

Como comprar criptomoedas?

Você pode comprar criptomoedas numa corretora ou então fazer transações diretas com outra pessoa. Assim, no primeiro caso, é preciso ter uma conta dentro de uma corretora para poder negociar. Já no segundo caso, basta negociar direto com outro investidor.

Por fim, uma terceira opção para comprar criptomoedas seria investir em um fundo e deixar a escolha a cargo do gestor. Dessa maneira, você não precisaria acompanhar o mercado o tempo todo, bastando seguir as recomendações do fundo. É importante frisar, no entanto, que essa é uma forma centralizada de compra, que não garante ao comprador o ativo criptográfico quando ele precisar.  

Como usar criptomoedas com segurança?

Se você ainda tem insegurança para começar a investir em criptomoedas, aqui estão algumas dicas para te auxiliar. Em primeiro lugar, busque ajuda de alguém mais experiente, que possa te prevenir de percalços no caminho.

Caso não conheça ninguém em quem confia para receber conselhos, estude! Como diz a expressão em inglês, faça a sua pesquisa (Do Your Own Research, em inglês, DYOR). Não confie em analistas, em influencers nem entre no hype apenas seguindo a manada.

Uma das grandes liberdades das criptomoedas é a responsabilidade que vem junto com isso. Ou seja, se você cometer um equívoco, não haverá autoridade central a quem recorrer. Isso é bom, pois você tem autonomia e privacidade. Por outro lado, também é ruim, pois a responsabilidade de manter a segurança da sua carteira e das criptomoedas é apenas sua.

Então, saiba que manter as criptomoedas na corretora pode não ser a melhor opção. Isso porque se elas estão sob a custódia da corretora, as criptomoedas não estão em seu poder. Caso a corretora seja hackeada ou decida tomar todas as criptomoedas dos usuários, você não poderá fazer nada.

De modo que possuir uma carteira é fundamental. A Wallet, como é chamada em inglês, tanto pode ser conectada à internet (hot wallet) ou sem conexão alguma (cold wallet). Enquanto esta é mais segura, a outra é mais rápida, pois você pode fazer transações em menor tempo, sem precisar transferir da cold wallet para uma corretora, para só então começar a negociar os seus ativos. 

Quando falamos em carteiras, vale também de início fazer pequenas transferências, apenas para ver se a rede é segura e se as criptomoedas dentro da corretora vão para o seu endereço. Depois que você confirmar a transação, sem problemas, terá segurança para transferir todos os seus ativos de uma vez. 

Além de tudo isso, busque sempre uma corretora que já tenha um percurso sólido e seja séria. Não embarque em aventuras. Se o desconto ou as condições forem boas demais para ser verdade, desconfie! 

É claro, investir em criptomoedas arriscadas pode trazer alto retorno, porém você deve avaliar se pode perder todo esse investimento. Assim, outra dica de ouro é a seguinte: só invista o que você está disposto a perder. 

Como funciona o rendimento de criptomoedas?

Muito bem, você já sabe como usar criptomoedas e agora deseja aumentar o seu patrimônio. Para isso, fazer staking pode ser interessante. O staking nada mais é do que emprestar o seu token para a rede validar transações. A partir desse empréstimo, você ganha mais tokens.

Por exemplo, você pode fazer stake de Cardano e receber mais ADA depois de um certo tempo. Isso pode ser feito tanto dentro de uma corretora quanto fora, em outras plataformas.

Seja qual for o método escolhido, tenha atenção para não cair em fraudes ou golpes, pois você estará deixando as suas criptomoedas sob custódia alheia. Desconfie se a recompensa em porcentagem for alta demais e busque conhecimento para não ser enganado.

Onde usar as criptomoedas? 

As criptomoedas funcionam da mesma forma que o dinheiro “tradicional”, embora venham mesmo para substituir esse sistema financeiro centralizado e corrupto. Assim, podemos usar criptomoedas em qualquer loja ou na compra de um serviço ou produto que aceite pagamento em criptomoedas.

Se você investe em criptomoedas, e quer uma forma de usá-las, ao mesmo tempo que integra com seu streamer preferido, a IOXtream é para você!

Aqui, você pode fazer doações para seus streamers, além de engajar em suas lives, ativando luzes, tomadas e outros dispositivos IoT. Tudo isso de maneira direta, sem intermediários. 

Ficou interessado? Então faça parte do nosso Beta agora!


68 visualizações
23/02/2024 43 visualizações
16/02/2024 110 visualizações
09/02/2024 109 visualizações