O que são criptomoedas, como funcionam e quais as principais

Por IOXtream 31/01/2023

Criptomoeda é uma nova forma de dinheiro existente exclusivamente no mundo digital, independente de países ou governos. Aprenda aqui mais sobre esse universo de criptomoedas com segurança!

Você deseja começar a possuir criptomoedas, mas ainda tem dúvidas? Preparamos aqui um guia completo para você entender o que são criptomoedas, como investir, quais são as principais e onde você pode usá-las. 

Siga a leitura abaixo para ficar por dentro de tudo e aprender como você pode doar criptomoedas para o seu streamer favorito pela IOXtream ou ser pago em criptomoedas pelos seus viewers!

O que são criptomoedas?

Em primeiro lugar, vamos explicar o que são criptomoedas. Muitas pessoas ainda sentem insegurança ou medo em relação a esse tema, mas para quem já costuma jogar online, as criptomoedas não são um bicho de sete cabeças. Até porque, muito provavelmente, você vai precisar utilizá-las de algum modo em breve. 

Assim, de modo simples, podemos dizer que as criptomoedas são moedas digitais, criptografadas numa rede blockchain, de forma a proteger tanto os dados quanto as transações dos usuários.

Traduzindo, isso significa que esses valores digitais possuem transparência e ficam guardados num livro caixa público (a blockchain), que garante a validade das movimentações e protege o anonimato e a privacidade dos usuários. 

Além disso, a criptografia ajuda a aumentar as camadas de segurança, dando credibilidade e confiança para a manutenção de um espaço saudável na rede.

Como surgiram as criptomoedas?

Agora que você sabe o que são as criptomoedas, pode querer saber como surgiram as criptomoedas. Tudo tem início com o white paper de Satoshi Nakamoto, publicado em 2008. 

Ele é o pseudônimo de uma pessoa, ou de um grupo de pessoas, que desenvolveu o conceito de dinheiro eletrônico transacionado dentro de uma rede segura e criptografada, ou seja, a blockchain.

Nesse documento, Satoshi Nakamoto estabeleceu as bases para a criação e desenvolvimento do Bitcoin, isto é, um sistema de dinheiro eletrônico. Em apenas oito páginas, ele descreveu um protocolo descentralizado peer-to-peer (de pessoa para outra pessoa), impossível de ser parado ou hackeado. 

Além disso, o documento mostra a independência da intermediação de bancos, pois todas as transações seriam validadas por outros usuários da rede, permitindo também o rastreio de cada informação dentro da blockchain. 

Como as criptomoedas funcionam?

As criptomoedas funcionam de acordo com um conjunto de características baseadas na criptografia, na descentralização e na irreversibilidade. 

Para simplificar, isso quer dizer que não existe uma autoridade central que acumula poder. 

Além disso, qualquer um pode rastrear a movimentação de uma moeda virtual dentro da rede desde que ela foi criada. Por fim, a criptografia mantém tudo em segurança. 

Quais as vantagens de possuir criptomoedas?

Maravilha, você quer entrar nessa nova economia e deseja saber quais as vantagens de se investir em criptomoedas. A principal diz respeito à descentralização e ausência de taxas pela custódia do seu dinheiro. Por não haver intermediários, você pode negociar diretamente com outra pessoa. 

Como não existe um banco central nem país algum que controle as movimentações, tudo fica disponível para consulta pública na blockchain, garantindo acessibilidade, transparência e privacidade.

Finalmente, o mercado de criptomoedas nunca fecha, ou seja, funciona 24h todos os dias, até mesmo em feriados.

Quais as principais criptomoedas?

Em janeiro de 2023, as duas principais criptomoedas do mercado são o Bitcoin e o Ethereum. Ambas possuem o maior valor de mercado (market cap), além de serem considerados investimentos mais seguros. 

Tanto o BTC quanto o ETH costumam responder pela maior parte do portfólio dos investidores, sejam os mais arrojados, sejam os mais conservadores.

Porém, Cardano (ADA) é uma das criptomoedas que possuem um dos melhores fundamentos para resolução do trilema blockchain (Segurança, Descentralização e Escalabilidade) e possui potencial claro para ultrapassar o valor de mercado de Ethereum.

Além delas, existem também as stablecoins, ou seja, criptomoedas cujo valor usa formas centralizadas para ser pareado ao dólar. 

Entre elas, podemos citar Thether (USDT) e USD Coin (USDC) na rede Ethereum e DJED na rede Cardano (primeira stablecoin algorítmica com reservas transparentes sobrecolateralizadas, ou seja, 400% e 800% de colateralização em ADA). Ou seja, as stablecoins devem ter um lastro real, garantindo a estabilidade do seu valor (daí o nome stablecoin).

Por fim, vale lembrar que o Real Digital tem o seu lançamento previsto até 2024. Assim, o Banco Central do Brasil deseja também ter uma stablecoin lastreada na moeda fiduciária brasileira.

Como investir em criptomoedas?

Agora você pode estar pensando em como investir em criptomoedas. Esse tipo de investimento apresenta três modos fundamentais. 

Como no mercado tradicional, você pode colocar o seu dinheiro num fundo de investimento especializado em cripto, deixando tudo a cargo dos gestores.

Por outro lado, se você deseja “colocar a mão na massa” e acredita nos conceitos de descentralização, privacidade e autonomia, a negociação direta com outro investidor é o caminho mais indicado. Ela seria parecida com Melee, ou seja, corpo-a-corpo, sem intermediários.

Apenas garanta a sua segurança com bastante estudo, pois, se houver algum problema, não existe um banco ou autoridade a quem você pode recorrer.

Enfim, você também pode fazer as suas negociações dentro de uma corretora especializada, que cobrará uma taxa por cada movimentação. Neste último caso, a segurança é um pouco maior, pois supostamente a corretora oferece meios mais seguros aos usuários.

Também vale lembrar que há também dois tipos de investidores. Os holders (mantêm as criptomoedas na carteira por anos), ou seja, mais parecidos com os Campers, que ficam camperando durante um longo período, e os traders, que fazem negociações diárias ou semanais, em busca de rushar o lucro.

Quais os cuidados que devem ser tomados ao investir em criptomoedas?

Você sabe o que são criptomoedas e como funciona o processo de investimento. Chegou a hora de aprender como se proteger. 

Lembra da frase clássica do Peter Parker: “Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades”? 

Bem, o investidor de criptomoedas possui mais liberdade, mas também têm de assegurar a custódia dos seus ativos. Cuidado para não cair na bait dos golpistas e fraudadores! Não clique em links suspeitos nem mostre as suas chaves privadas para outras pessoas.

Em primeiro lugar, busque uma corretora que ofereça segurança, pois há o risco de hack, além de fraudes. Em segundo lugar, tenha uma wallet ou carteira para armazenar as suas criptomoedas. Pois, enquanto você deixa os ativos na corretora, eles não são realmente seus. 

Existem as hot wallets (conectadas à internet) e as cold wallets (que apresentam maior segurança), procure saber qual pode ser melhor para a sua necessidade, se deseja rapidez para transações ou diminuição de risco no armazenamento.

Por fim, fique sempre atualizado e busque conhecimento, pois tudo o que envolve esse setor ainda é bastante novo, além de estar em constante e rápida mudança.

Onde as criptomoedas podem ser usadas?

As criptomoedas podem ser usadas para todo tipo de transação, funcionando como um dinheiro digital. Assim, você pode pagar qualquer produto ou serviço em uma loja que aceite criptomoedas. 

Aqui na IOXtream, você pode transacionar criptomoedas tanto como criador quanto como viewer. Para isso, basta se cadastrar em nossa plataforma e adicionar o endereço público da sua carteira. Assim, você pode receber as doações direto na sua carteira, sem nenhuma taxa intermediária

Cadastre-se agora na IOXtream para começar a lucrar!


142 visualizações
23/02/2024 44 visualizações
16/02/2024 111 visualizações
09/02/2024 110 visualizações